segunda-feira, 21 de março de 2016

Momento de posicionamento

TEMA: Momento de posicionamento
PRELETOR: Pr. André Meirelles
TEXTO CHAVE: Ap 3:14,22
 Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; oxalá foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca. Porquanto dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um coitado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; aconselho-te que de mim compres ouro refinado no fogo, para que te enriqueças; e vestes brancas, para que te vistas, e não seja manifesta a vergonha da tua nudez; e colírio, a fim de ungires os teus olhos, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo: sê pois zeloso, e arrepende-te. Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. Ao que vencer, eu lhe concederei que se assente comigo no meu trono. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.
            Vivemos em um tempo em que devemos nos posicionar tanto como igreja, como cidadãos brasileiros.
            A palavra do Senhor diz que quem não ajunta com Jesus, espalha. O nosso pais tem passado uma crise moral muito maior do que a crise econômica e nós como povo de Deus temos que estar sensíveis a tudo o que nos cerca. Olhemos os sinais dos tempos e não estejamos alheios, pois sabemos que no momento da ceifa apenas os vencedores estarão prontos para serem colhidos, os outros permanecerão neste mundo cada vez mais tenebroso.
            Quais os posicionamentos que devemos tomar?
1-    O posicionamento de verdadeiros servos do Senhor. No versículo três vemos que as pessoas da igreja da Laodicéia se achavam algo muito diferente daquilo que Deus via. Este é o retrato do mundo “gospel” hoje em dia. Muitos estão alienados e acomodados achando que as coisas devem ser assim mesmo como estão. Nós somos o povo que ama a palavra de Deus e a valorizamos. Não podemos negligenciar as nossas células e os nossos cultos. Não podemos negligenciar os chamados para os acontecimentos especiais como a conferência. Muitos tem pregado em nossos dias uma vida cristã baseada no esforço próprio, levando o povo a viver uma vida de barganha espiritual com Deus, mas aqueles que realmente conhecem as escrituras não podem ser enganados nestas coisas, já que o conhecimento da palavra habita neles. Todo irmão que almeja não ser enganado ou morto por falta de conhecimento deve buscar o conhecimento da palavra. Todo crente videriano deve fazer o cursão, o CTL e demais oportunidades de conhecimento que oferecemos.
2-    O posicionamento como igreja. Vejam com que dedem a atual presidente e o ex falam de nosso povo. Percebam quantas leis estão sendo criadas a fim de tolher o que professamos, o que cremos e como agimos. No entanto devemos nos alegrar porque vive aquele que nos guarda, o Senhor zela por nós com tal carinho que nos compara à menina de seus próprios olhos. O apóstolo Paulo nos fala de seu amor pela igreja: Cl 1:24  Agora me regozijo no meio dos meus sofrimentos por vós, e cumpro na minha carne o que resta das aflições de Cristo, por amor do seu corpo, que é a igreja; A Bíblia diz que a igreja é a noiva do cordeiro, Jesus deu o seu sangue por ela e a comprou com o último suspiro de sua vida. Todos nós devemos amar a igreja com a mesma intensidade que amamos o noivo, o cordeiro. Se Ele morreu pela igreja, porque nós não podemos Dara nossa vida por ela?
3-    O posicionamento pela família. Esta carta de Jesus foi para a igreja de Laodicéia que representa a igreja dos últimos tempos. Lá na antiguidade ela era um grande centro comercial e financeiro, mas no tempo de Cristo ela foi destruída por um grande terremoto e recusando o investimento do Império Romano decidiram reconstruir a cidade com as próprias forças. Deus vê esta cidade maravilhosa, mas aponta que havia algo que Laodicéia não tinha: Água. A água vinha de tão longe que chegava morna e cheia de sedimentos, a pessoas que dela bebiam sentiam ânsia de vômito. Jesus compara a situação natural com a espiritual. Os habitantes daquela cidade com os da igreja. Os mornos de lá com os mornos de cá. Temos dado um valor muito grande a coisas sem valor e negligenciado o que deveríamos exaltar. O governo através do MEC vem tentando destruir os valores familiares, incutir como natural na cabeça das crianças práticas sexuais perversas. O estado tem tentado se tornar os pais de nossos filhos e fazê-los à semelhança de suas ideologias comunistas, longe de Deus. Porque a igreja de Deus está passiva diante destes acontecimentos? O diabo tem dilapidado a moral e as famílias e ninguém está reagindo. Não podemos ser mornos, temos que ser quentes! Aquele que se posiciona como cristão é perseguido pelo mundo, mas não se atemoriza porque bem aventurado é aquele que perseguido por causa da justiça e do amor por Deus.
4-    O posicionamento pelo fogo de Deus.
Lv 6:12 - O fogo que está sobre o altar arderá nele, não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha nele cada manhã, e sobre ele porá em ordem o holocausto e sobre ele queimará a gordura das ofertas pacíficas.
Rm 12: 11 Nunca lhes falte o zelo, sejam fervorosos no espírito, sirvam ao Senhor.
1 Ts 5:19 - Não apaguem o Espírito.
Só quem é cheio do fogo de Deus influencia sem ser influenciado, transforma sem ser tocado pelo mundo. Venha o fogo de Deus queimando em nosso espírito para que possamos mudar o mundo ao nosso redor. Se olharmos na galeria dos heróis da fé veremos quanto homens saquearam o inferno e povoaram o céu porque eram cheios do Fogo de Deus.

Duas características de alguém cheio do fogo de Deus.

1.    É apaixonado pelo fogo de Deus. Quais são as loucuras de amor que você tem feito por Jesus? O que você tem feito por Deus que aos olhos do mundo é loucura? É tempo de reavivamento da paixão por Cristo em nossos corações. Quem é cheio do fogo tem atitude, quem ama demonstra efetivamente este amor.

2.    Relaciona-se com o Senhor. Alguém cheio do fogo vive em jejuns e orações, vive em comunhão e em amor com Jesus. 

Manifestações de Deus

TEMA: Manifestações de Deus
PRELETOR: Pr. Adean Hamilton
TEXTO CHAVE: Ex 33:12,23 - Disse Moisés ao Senhor: "Tu me ordenaste: ‘Conduza este povo’, mas não me permites saber quem enviarás comigo. Disseste: ‘Eu o conheço pelo nome e de você tenho me agradado’.
Se me vês com agrado, revela-me os teus propósitos, para que eu te conheça e continue sendo aceito por ti. Lembra-te de que esta nação é o teu povo".
Respondeu o Senhor: "Eu mesmo o acompanharei, e lhe darei descanso".
Então Moisés lhe declarou: "Se não fores conosco não nos envies.
Como se saberá que eu e o teu povo podemos contar com o teu favor, se não nos acompanhares? Que mais poderá distinguir a mim e a teu povo de todos os demais povos da face da terra? "
O Senhor disse a Moisés: "Farei o que me pede, porque tenho me agradado de você e o conheço pelo nome".
Então disse Moisés: "Peço-te que me mostres a tua glória".
E Deus respondeu: "Diante de você farei passar toda a minha bondade, e diante de você proclamarei o meu nome: o Senhor. Terei misericórdia de quem eu quiser ter misericórdia, e terei compaixão de quem eu quiser ter compaixão".
E acrescentou: "Você não poderá ver a minha face, porque ninguém poderá ver-me e continuar vivo".
E prosseguiu o Senhor: "Há aqui um lugar perto de mim, onde você ficará, em cima de uma rocha.
Quando a minha glória passar, eu o colocarei numa fenda da rocha e o cobrirei com a minha mão até que eu tenha acabado de passar.
Então tirarei a minha mão e você verá as minhas costas; mas a minha face ninguém poderá ver".
 
            Se a tua presença não for comigo eu não consigo ir. É impossível sair para fazer a obra de Deus se a presença dEle não nos acompanhar.
            Ao clamarmos pela presença de Deus conhecemos que ele é O SENHOR! É Ele quem se revela a nós quando buscamos a presença dEle.
            Devemos aprender a orar e crer como Moisés quando disse:
Se me vês com agrado, revela-me os teus propósitos, para que eu te conheça e continue sendo aceito por ti.
            Como seremos aceitos se não soubermos o que devemos fazer? É preciso termos a revelação da vontade de Deus para que possamos executá-la.  Se Ele não estiver conosco, não estaremos fazendo nada para Ele.
            O fracasso de muitos é irem sem que o Senhor esteja com Eles, é se lançarem à obra sem que o Senhor da obra esteja com ele.
            A presença de Deus sempre de vê se manifestar junto com a Palavra dEle. Ao ver o Senhor passar pela pedra Moisés tem a manifestação da Glória, porém, dali por diante somente cumpriria o seu propósito se firmasse na palavra que recebeu. Tempos depois Moisés sobe ao monte Sinai e ao descer traz consigo as tábuas da lei escritas pela própria Mão de Deus.
            Em Cristo veremos sete manifestações após a sua ressurreição
1.    Jo 20:1,17 - No primeiro dia da semana, bem cedo, estando ainda escuro, Maria Madalena chegou ao sepulcro e viu que a pedra da entrada tinha sido removida.
Então correu ao encontro de Simão Pedro e do outro discípulo, aquele a quem Jesus amava, e disse: "Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o colocaram! "
Pedro e o outro discípulo saíram e foram para o sepulcro.
Os dois corriam, mas o outro discípulo foi mais rápido que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro.
Ele se curvou e olhou para dentro, viu as faixas de linho ali, mas não entrou.
A seguir Simão Pedro, que vinha atrás dele, chegou, entrou no sepulcro e viu as faixas de linho,
bem como o lenço que estivera sobre a cabeça de Jesus. Ele estava dobrado à parte, separado das faixas de linho.
Depois o outro discípulo, que chegara primeiro ao sepulcro, também entrou. Ele viu e creu.
( Eles ainda não haviam compreendido que, conforme a Escritura, era necessário que Jesus ressuscitasse dos mortos. )
Os discípulos voltaram para casa.
Maria, porém, ficou à entrada do sepulcro, chorando. Enquanto chorava, curvou-se para olhar dentro do sepulcro
e viu dois anjos vestidos de branco, sentados onde estivera o corpo de Jesus, um à cabeceira e o outro aos pés.
Eles lhe perguntaram: "Mulher, por que você está chorando? " "Levaram embora o meu Senhor", respondeu ela, "e não sei onde o puseram".
Nisso ela se voltou e viu Jesus ali, em pé, mas não o reconheceu.
Disse ele: "Mulher, por que está chorando? Quem você está procurando? " Pensando que fosse o jardineiro, ela disse: "Se o senhor o levou embora, diga-me onde o colocou, e eu o levarei".
Jesus lhe disse: "Maria! " Então, voltando-se para ele, Maria exclamou em aramaico: "Rabôni! " ( que significa Mestre ).
Jesus disse: "Não me segure, pois ainda não voltei para o Pai. Vá, porém, a meus irmãos e diga-lhes: Estou voltando para meu Pai e Pai de vocês, para meu Deus e Deus de vocês".

A primeira manifestação de Jesus foi para uma mulher que outrora havia tido uma vida pecaminosa. Ele poderia ter aparecido para Pedro ou qualquer um de seus discípulos, porém Maria atraiu Jesus primeiramente para si.
A – No primeiro dia da semana ela foi a primeira a ir a busca dEle. Ora, ele foi a primeira a buscar e a Bíblia nos diz que quem busca, acha!
 Ela permanecia junto à entrada do túmulo. (vs. 11). Maria buscou até ver a manifestação da presença de Jesus. Devemos orar até que Jesus se manifeste a nós
B- Mc 16:9 - Quando Jesus ressuscitou, na madrugada do primeiro dia da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, de quem havia expulsado sete demônios. Jesus se manifesta primeiro àqueles que necessitam mais da presença dEle. Aqueles que pensam que dão conta não precisam de Jesus.
C- Jo 20:17 – Ela foi a única que o buscava quando Ele ainda não tinha subido ao Pai. O Senhor se manifesta a quem quer a sua presença o tempo todo.
2.    Jo 20:19,23 - Ao cair da tarde daquele primeiro dia da semana, estando os discípulos reunidos a portas trancadas, por medo dos judeus, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: "Paz seja com vocês! "
Tendo dito isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos alegraram-se quando viram o Senhor.
Novamente Jesus disse: "Paz seja com vocês! Assim como o Pai me enviou, eu os envio".
E com isso, soprou sobre eles e disse: "Recebam o Espírito Santo.
Se perdoarem os pecados de alguém, estarão perdoados; se não os perdoarem, não estarão perdoados".
Novamente o primeiro dia da semana, mas principalmente porque quem estava reunido ali eram os discípulos. Jesus não se manifesta para as multidões, Ele se manifesta somente para os discípulos, porque estes fazem a vontade do seu Senhor. Se estudarmos a vida de Jesus veremos que a maior parte de sua vida Jesus investiu nos discípulos e não às multidões e depois de ressurreto apenas e tão somente aos discípulos. No versículo 19 ele vem para trazer a paz e tirar o medo. No versículo 21 se manifesta para enviar os discípulos. No versículo 22 Ele traz o Espírito Santo aos discípulos. No versículo 23 ele dá autoridade aos discípulos.
3.    João 21: 1,14 -  Depois disso Jesus apareceu novamente aos seus discípulos, à margem do mar de Tiberíades. Foi assim:
Estavam juntos Simão Pedro; Tomé, chamado Dídimo; Natanael, de Caná da Galiléia; os filhos de Zebedeu; e dois outros discípulos.
"Vou pescar", disse-lhes Simão Pedro. E eles disseram: "Nós vamos com você". Eles foram e entraram no barco, mas naquela noite não pegaram nada.
Ao amanhecer, Jesus estava na praia, mas os discípulos não o reconheceram.
Ele lhes perguntou: "Filhos, vocês têm algo para comer? " "Não", responderam eles.
Ele disse: "Lancem a rede do lado direito do barco e vocês encontrarão". Eles a lançaram, e não conseguiam recolher a rede, tal era a quantidade de peixes.
O discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: "É o Senhor! " Simão Pedro, ouvindo-o dizer isso, vestiu a capa, pois a havia tirado, e lançou-se ao mar.
Os outros discípulos vieram no barco, arrastando a rede cheia de peixes, pois estavam apenas a cerca de noventa metros da praia.
Quando desembarcaram, viram ali uma fogueira, peixe sobre brasas, e um pouco de pão.
Disse-lhes Jesus: "Tragam alguns dos peixes que acabaram de pescar".
Simão Pedro entrou no barco e arrastou a rede para a praia. Ela estava cheia: tinha cento e cinqüenta e três grandes peixes. Embora houvesse tantos peixes, a rede não se rompeu.
Jesus lhes disse: "Venham comer". Nenhum dos discípulos tinha coragem de lhe perguntar: "Quem és tu? " Sabiam que era o Senhor.
Jesus aproximou-se, tomou o pão e o deu a eles, fazendo o mesmo com o peixe.
Esta foi a terceira vez que Jesus apareceu aos seus discípulos, depois que ressuscitou dos mortos.
Esta manifestação de Jesus teve alguns propósitos, entre eles:
A – Para corrigir o rumo. Os discípulos estavam voltando para a sua antiga vida. Haviam se tornado pescadores de homens, mas agora, queriam voltar a pescar peixes. Quando um discípulo está esfriando na fé o Senhor se manifesta a ele para colocá-lo novamente e na posição. A manifestação de Jesus nos traz de volta à posição da bênção.
B-  De vs. 3 a 6 – Jesus se manifesta para mostrar que a prosperidade só irá se manifestar se a presença dEle for com o discípulo. De nada adiantaram os anos de preparo  e prática na pecaria daqueles homens, passaram a noite toda e não pescaram nada.
C- Vs. 9 – Jesus se manifesta para dar toda a provisão necessária. Que privilégio, encontrar peixes assados e pães feitos por Jesus na praia. Quando o Senhor se manifesta aos discípulos é para supri-los em todas as áreas. Naquela praia havia brasas, peixes e pães
I-             Brasas do avivamento espiritual
II-            Peixes, que são os filhos espirituais.

III-           Pães para o sustento físico.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Tempo de trazer à memória aquilo que nos traz esperança

TEMA: Tempo de trazer à memória aquilo que nos traz esperança
PRELETOR: PR. ANDRÉ MEIRELLES
TEXTO CHAVE: Lm 3:21,26 - Torno a trazer isso à mente, portanto tenho esperança. A benignidade do Senhor jamais acaba, as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto esperarei nele. Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca. Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor.

INTRODUÇÃO
            É tempo de trazer à memória aquilo que nos traz esperança, pois o que mais ouvimos dizer hoje quando assistimos um jornal é sobre crise e zika vírus. Estas coisas acabam acarretando uma grande ansiedade na vida das pessoas. O desemprego hoje já atinge mais de 9.000.000 de pessoas e a tendência é continuar aumentando até atingir 13% da população do país. Se fizermos um apanhado histórico veremos que na década de 80 o México faliu, levando com ele o Brasil e a economia mundial. Nesta década vimos em nosso país um série desastrosa de planos econômicos que arrasaram com as economias do povo brasileiro.
            Existem tempos de fartura e tempos de grande necessidade, mas os que confiam no Senhor permanecem para sempre.
            Precisamos ativar a nossa mente para trazer á memória aquilo que nos traz esperança, pois, nos lembraremos de quantas vezes a situação estava difícil, parecendo até impossível e Deus nos deu vitória. Deus não muda, se nos deu a vitória no passado, nos dará hoje novamente.
            Nossa tendência natural é focar nas circunstâncias, nos fatos atuais, porém, precisamos viver pela fé. É em Deus que deve estar o nosso foco, na fé a nossa força.

O que podemos aprender com Jeremias nestes textos?


1.    O que você traz á tona em sua mente tem o poder de mudar as circunstâncias. Independente do que os meus olhos veem, das circunstâncias, do preço da gasolina, eu decido pensar naquilo que me traz esperança. Todos em Israel enxergaram em Golias um gigante poderoso, Davi, no entanto, lembrou-se que já matara um leão e um urso e que o mesmo Deus que o fortalecera para vencer estes dois animais, o fortaleceria novamente para derrubar o gigante. O que está em nosso coração e em nossa memória é aquilo em que falamos continuamente, pois a boca fala daquilo que está cheio o coração. Você receberá em sua vida aquilo que você confessa. Você viverá aquilo em que a sua mente acredita. Devemos alinhar os nossos caminhos com os caminhos de Deus. Traga á sua memória os sonhos que Deus colocou em seu coração. Os sonhos de Deus para ti sempre vencerão os seus sonhos pessoais. Não aceite empregos, relacionamentos, escolas que te afastem de Deus.
2.    A fidelidade de Deus é o fundamento de nossa esperança. O que trazia esperança para o profeta Jeremias estava fundamentado em Deus. Estava alinhado com a vontade do Pai. Deus é fiel, absolutamente leal, compromissado, aliançado, misericordioso e todo poderoso. As misericórdias de Deus se renovam a todas as manhãs para nos abençoar a cada amanhecer.
3.    Podemos ter esperança porque Deus é bom. Vs 22 e 23. As misericórdias e fidelidade de Deus são inesgotáveis, jamais acabam e nunca cessam. Deus é honrado os sonhos dEle se cumprem em nossas vidas. O maior interessado em cumprir os sonhos de Deus em nossas vidas é ele mesmo. Hb 6:18,19 para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos poderosa consolação, nós, os que nos refugiamos em lançar mão da esperança proposta; a qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra até o interior do véu; Devemos encontrar a estabilidade que somente encontra aquele que ancora em Deus o barco de sua vida.